quinta-feira, junho 28, 2007

Sentir

Os rios são os lábios do mar.
Os mares os olhos dos Deuses
Os peixes e o sal
São as palavras enamoradas do tempo
Tentadoras, sedutoras
Onde me deixo-me embalar pelas ondas
Que se formam pela minha agitação corporal

10 Comments:

Blogger 0.02 said...

nunca mais era luar...

4:24 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

minha querida, corrige o que sabes no poema... que é lindo.
Um beijo
Daniel

12:14 da manhã  
Blogger Rafeiro Perfumado said...

E a areia, qual é o papel dela no meio disto?

2:42 da tarde  
Blogger Aspásia said...

HMMMMM...

LINDO E ESTIVAL!!!
UM CHEIRO A MARESIA...
EMBALOS EM SALSAS ONDAS! QUEM ME DERA, MAS HOJE EM DIA NÃO POSSO IR A PRAIA...
ASSIM VOU LENDO AS SENSAÇÓES Q ME TRANSMITEM OS QUE LÁ VÃO...

BEIJINHO INVEJOSO ;)...

1:18 da manhã  
Blogger Lya said...

tudo isto á luz da lua enamorada...

beijos

10:37 da tarde  
Blogger Brain said...

Nárnia,

Lindas palavras,
Imagem em consonância!

Beijo.

12:40 da tarde  
Blogger Ana Luar said...

Embalo todos os meus sentidos em palavras de maresia, deste teu poema com cheiro a mar.

9:16 da manhã  
Blogger Jose said...

Poema com palavras simples mas com muito sentido.


Um beijo.


Jose

9:24 da manhã  
Blogger Senhora das Águas said...

"São as palavras enamoradas do tempo" - e nós somos enamorados do tempo? A maior parte do tempo achamo-lo um algoz... um abraço

11:06 da manhã  
Blogger POETA VAGABUNDO said...

lindo....
beijo vagabundo

1:04 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home