terça-feira, janeiro 23, 2007

Noite

Numa noite de seda em que a vertigem se expande, a alma voa suave e até se sente grande, como quem pinta o Sol nuns olhos doces, na cavidade do peito na doçura da pele, na imaginação do beijo que sabe sempre a mel, no coração que suspira há uma saudade desperta e um sonho delirante, uma paixão que respira que inebria. As tuas mãos são harpas que tocam melodias fazendo das minhas tristes noites belos dias, e o teu corpo é tanto beleza quanto arte.

11 Comments:

Blogger DE PROPOSITO said...

Doçura de palavras, que fariam feliz qualquer ser que fosse bafejado pela sorte de ser amado assim.
Beijinhos de algodão.
Manuel

11:10 da manhã  
Blogger alquimista said...

Um verdadeiro poema em forma de prosa...

Bjs

12:41 da tarde  
Blogger pensamentos_vagabundos said...

palavras quentes e adorei a fotografia...
beijo vagabundo

12:54 da tarde  
Blogger o alquimista said...

O sublime de ser amado como se de uma escultra se executasse...ditoso o escolhido pela beleza do teu sentir...


Doce beijo

1:00 da tarde  
Blogger pensamentos_vagabundos said...

http://www.bestaudiocodes.com/
vais a esta pagina e tens lá os codigos:)
beijo vagabundo

6:10 da tarde  
Blogger Pierrot said...

E o teu corpo é tanto beleza quanto arte...
Eu acrescentaria a sensualiade que é trazida pela belissima foto.
Parabéns pelo texto.
Bjos daqui
Eugénio

10:59 da manhã  
Blogger david santos said...

Olá!
Tudo é seda neste trabalho. Poesia, prosa, tudo.
Parabéns.
Obrigado.

6:15 da tarde  
Blogger pensamentos_vagabundos said...

nao consegues?

9:26 da manhã  
Blogger pensamentos_vagabundos said...

www.bestaudiocodes.com

12:02 da tarde  
Blogger Manuel Reis - Portugal said...

bravo narnia... beijo

11:05 da tarde  
Blogger José said...

Há sempre pequenas frases em que eu fico deslumbrando com o que muito podem dizer.

AS TUAS MÃOS SÃO HARPAS QUE TOCAM MELODIAS.
Divinal...

Um beijo de harpa.



JOSÉ

2:15 da tarde  

Enviar um comentário

<< Home