segunda-feira, junho 02, 2008

Perdida em mim

No calor do corpo
Na pele que respira
A caricia tem que estar no pedestal
Na magia de um suspiro
Elevar o prazer até o final
Tornar a alma doce e imortal

7 Comments:

Blogger Francis said...

doce ainda vá, agora imortal ? que canseira.

vá encontra-te lá depressa.

11:31 da manhã  
Blogger NAELA said...

No calor do corpo os versos transpiram poesia!
Lindo!
Beijo doce

3:21 da tarde  
Blogger O Profeta said...

Esta brisa da tarde
Afaga as folhas com invisível mão
Arrasta consigo os sonhos perdidos
Soltos do encanto da real paixão


Bom fim de semana


Doce beijo

6:19 da tarde  
Blogger Rafeiro Perfumado said...

Que calor! Empresta aí o leque para me refrescar! ;)

2:13 da tarde  
Blogger Peach said...

Tudo o que é belo, é de facto imortal... eterno!

as tuas palavras e a imagem, inspiram! pura beleza!

8:48 da tarde  
Blogger Mahura said...

Este comentário foi removido por um administrador do blogue.

6:12 da tarde  
Blogger ASPÁSIA said...

VEM AÍ O CALOR (ENFIM, CONSTA...) E QUANTO MAIS LEVE O TRAJE, MELHOR...
UM LEQUE E UMA JÓIA PODEM SER MAIS QUE SUFICIENTES! E CASO O CALOR APERTE MESMOOOOOO... "DESPEM-SE" COM A MAIOR DAS FACILIDADES ! ;)) EHEHEH... EU HOJE ESTOU MALANDRONA!!!

BEIJOCA DOCE, IMORTAL É QUE, ENFIM... NÃO SEI, TENHO ESPERANÇAS QUE SIM, VAMOS LÁ A VER...

E BOM FERIADO!!!

2:07 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home