quarta-feira, maio 02, 2007

La Luna

Olhos grandes, olhar profundo.
Corpo de biombo
Lábios serenos como Pagodes
Dormindo em Céu Estrelado
Os mares são verdes, os jardins azuis
Ah bela Luna
Escuta o Sol a passar
Na quietude da noite Lua de muitas iluminações
Onde as bocas se tocam
E nos banhamos entre belas luzes
E bebemos até à exaustão
Em fusão de Eros
Compra-me incenso em Istambul
Ama-me no Cairo
Quando tombamos era manhã.

7 Comments:

Blogger Rafeiro Perfumado said...

E se for incenso comprado na loja dos chineses, não resulta? ;)

1:06 da tarde  
Blogger DE-PROPOSITO said...

Em fantasia tudo é possível. Amar, desamar, dar voltas ao mundo, ir ao céu, ao inferno, e, acreditar que se é feliz.
Fica bem.
Felicidades.
Manuel

4:57 da tarde  
Blogger Brain said...

Quando "tombamos"...
...era(m) manhã(s)!

E se for assim?

Lindo!

Beijo

6:20 da tarde  
Blogger Pierrot said...

Hummm, narnia!
Que quadro idilico nos pintaste tu, aqui.
Bjos daqui
Eugénio

Inda levo comigo o cheiro a incenso

2:58 da tarde  
Blogger Daniel Aladiah said...

Bela imagem... tão raro, digo eu, ver anjos-homem. Quando tombamos? era manhã...
Um beijo
Daniel

12:06 da manhã  
Blogger Jose said...

Que belo cachimbo de água.
Não esquecendo a viagem.
Belo poema miúda


Um beijo

Jose

12:41 da manhã  
Blogger mago dos sonhos said...

Saudações!

Perfeita e encantada pintura, fantasia sensual e pura, entrelaçado valsa, abraçada ao amor mulher segura. O Mago, aqui repousou.

Sonhos Mágicos

10:04 da manhã  

Enviar um comentário

<< Home